• MEMORIAL DA ÁRVORE CENTENÁRIA ARAPIRACA

Memorial da Árvore Centenária Arapiraca, localizado na serra dos ferreiras, foi construído em homenagem a Manoel André, pois a Árvore Arapiraca encontrada por Manoel André é de família das Leguminosas Mimosáceas (piteodolobim), uma espécie de angico branco. Esta é a única árvore Arapiraca que possui mais de cem anos.

  • ÁREA VERDE

Entregue à população em outubro de 2005, a Área Verde Dom Constantino Lüers tornou-se mais uma opção de lazer por entre as edificações, dando um quê de charme com todos os seus 900 metros verdes, a cortar os bairros de Santa Esmeralda e Novo Horizonte. Foram colocadas no ambiente, árvores nativas e plantas ornamentais que criaram uma bela paisagem para visitação de adultos e crianças – há parquinhos espalhados pela extensão – e caminhadas ao ar livre. Mesmo em pleno centro comercial de Arapiraca, o lugar transmite uma sensação de que se está no campo, a perceber-se a presença de saguins (pequenos macacos) e pássaros silvestres nos galhos das árvores. O local dispõe de guardas municipais que o mantêm seguro e é perto de vários outros empreendimentos de diferentes ramos.

  • CONCATEDRAL NOSSA SENHORA DE BOM CONSELHO

A cruz da igreja Concatedral é uma referência histórica de nossa cidade e pode ser vista por todos os pontos de Arapiraca. A Paróquia Concatedral de Nossa Senhora do Bom Conselho representa a fé tangível deste povo guerreiro, que é o de Arapiraca. A Igreja do Santíssimo, conhecida como Igreja Matriz, foi construída por Manoel André, fundador da cidade. Ela foi erguida como capela em meados do século XXI, quando o então povoado começava a avançar, rumo a se tornar município. Desta feita, em 1855, Manoel André a levantou sobre o túmulo de sua primeira esposa Maria Isabel Silva Valente, representando este o marco de fundação de Arapiraca. Em 3 de fevereiro de 1865, ocorreu a primeira missa. Em 15 de agosto de 1944, ganhou ampliação e tornou-se paróquia. Hoje, a média é de 90 mil fiéis que frequentam o templo religioso por ano.

  • CAPELA DE SÃO SEBASTIÃO

Encontra-se nas imediações da Praça Deputado José Marques da Silva, no centro comercial do município. A Igreja de São Sebastião foi construída como ação de graças, após uma epidemia de cólera que assolou o povo agrestino, nos idos dos anos de 1904 e 1905, por iniciativa do comerciante José Zeferino de Magalhães. É, portanto, mais antiga que a própria cidade. Atualmente, a igreja é considerada Patrimônio Histórico e Cultural de Arapiraca. Um dos cidadãos que mais fizeram pela fé da região, o monsenhor Epitácio Rodrigues, que foi pároco do município, descansa seus restos mortais no interior do local. Todos os anos, no final do mês de novembro, é comemorado o Tríduo de São Sebastião, com procissão, missas, apresentação de bandas de pífano e quermesse.

  • CASA DA CULTURA

Com 15 anos de atividades, a Casa da Cultura, inaugurada no dia 20 de agosto de 1998, presta um serviço à comunidade com teor de preservação e reverência à história. Com acervo literário dos artistas de Arapiraca, réplicas de atavios utilizados na cultura fumageira e fotografias do ciclo do fumo, além de cópias de objetos da nossa Cultura Popular Tradicional, o espaço abriga ainda a Biblioteca Pública Municipal, que existe desde 1959 e transferiu-se para lá quando da inauguração da Casa da Cultura. O local, que se encontra na Rua Esperidião Rodrigues, na Praça Luiz Pereira Lima, é voltado também para exposições de artes e feiras de pesquisas.

  • MUSEU ZEZITO GUEDES

O Museu Zezito Guedes, situado na Praça Luiz Pereira Lima, antiga “Praça da Prefeitura”, abriga amplo acervo do escultor e estudioso José Gomes Pereira, de 76 anos, conhecido como “Zezito Guedes”, que virou, em agosto de 2013, mestre do Registro do Patrimônio Vivo de Alagoas. Inaugurada em 2009, a instituição museológica também possui vasto material histórico da formação, avanço e desenvolvimento da cidade de Arapiraca ao longo de seus anos, com fatos importantes e registros fotográficos raros. O local é centro de referência para estudantes tanto de escolas públicas como particulares. Zezito Guedes é folclorista, historiador, escritor e escultor em madeira, gesso e pedra, referência nas Artes do município.

  • MERCADO DO ARTESANATO MARGARIDA GONÇALVES

Com seis anos de atividades, o Mercado de Artesanato Margarida Gonçalves, lapidado no Parque Municipal Ceci Cunha, ganhou notoriedade por abrigar dezenas de artistas da terra que vivem do que suas mãos produzem. Entendendo que a cultura deve ser fomentada e levada a conhecimento público, o local tem, além dos boxes onde estão instalados os artesãos e artesãs, uma conha acústica para apresentações musicais durante os finais de semana, quiosques, banheiros e ótima iluminação.

  • PARQUE CECI CUNHA

O parque Ceci Cunha, é uma área de lazer, onde jovens e famílias se encontram para passear e aproveitar o lugar. O parque conta com espaço de lazer para crianças, área para caminhadas, ciclovias, lanchonetes, áreas verdes e um lindo Lago artificial. Aos domingos o parque se transforma em uma érea de recreação infantil, onde é montada uma estrutura de brinquedos infláveis, cama elástica entre outros brinquedos. O local recebeu este nome em alusão à deputada federal Ceci Cunha, assassinada no dia 16 de dezembro de 1998.

  • MEMORIAL DA MULHER CECI CUNHA

No Dia Internacional da Mulher, dia 8 de março de 2008, foi lançado o Memorial da Mulher Ceci Cunha, na Praça Santa Cruz, no bairro do Alto do Cruzeiro. Tem nome dado em homenagem e referência à ativista política Ceci Cunha, que fora vereadora e deputada federal por Arapiraca e lutava pelo direito das mulheres e ao acesso de todos à saúde de qualidade – ela foi morta em emboscada, em dezembro de 1998, após ser empossada em Maceió. A instituição museológica exalta a história de vida de dezenas de figuras femininas do município, as quais, com seu zelo, afinco e altruísmo, ajudaram a construir o que se conhece desta “Estrela Radiosa”. Lá, várias mostras e exposições são realizadas, promovendo reconhecimento e resgate dessas personalidades.

  • BOSQUE DAS ARAPIRACAS

Em outubro de 2011, foi entregue para a população parte do que viria a ser o Bosque das Arapiracas. Um ano depois, os moradores dos bairros Santa Edwiges e Centro puderam receber um pulmão verde a florir em meio às construções que se seguem. O espaço, que tem ciclovia, fonte iluminada, ambiente para descanso e lazer e rampas acessíveis, é um dos mais visitados ao longo da semana pelos arapiraquenses que optam por uma boa caminhada ou se exercitar ao ar livre.

  • ESCOLA DE CIRCO

No dia 28 de dezembro de 2012, a Escola Municipal de Circo Teófanes Silva – Palhaço Biribinha deu nova vida ao termo educar. Por meio das Artes e da Educação Física, o local transformou-se no Centro de Apoio às Escolas de Tempo Integral IV, estando com seus 572 m² em meio ao Bosque das Arapiracas. A instituição de ensino tem capacidade de atender 700 crianças e jovens com aulas circenses de tecido, acrobacias solo, corda indiana, malabares e arte da palhaçaria. A Escola de Circo é um aparato pedagógico que auxilia os alunos a adentrarem num mundo novo de possibilidades e cultura genuína.

  • LAGO DA PERUCABA

Inaugurado no dia 20 de março de 2009, este projeto de revitalização de um antigo açude acabou por tornar-se um dos mais belos cartões-postais do estado de Alagoas. O Lago da Perucaba, no bairro de Zélia Barbosa Rocha, possui detalhes arquitetônicos e urbanísticos que ganham contorno ainda mais bonito durante o pôr-do-sol. É equipado de estabelecimentos comerciais, duas quadras poliesportivas, duas outras de areia, ciclovia, área de passeio, praça de eventos, playground, espaço Sesc Ler e, ainda, no final de sua extensão, o Planetário Digital Municipal, o maior do gênero no Brasil.

  • PLANETÁRIO

Com uma área de 1.800m², o Planetário Digital Municipal, inaugurado no dia 2 de outubro de 2012, é uma das investidas mais importantes da década no que se refere à educação aliada à alta tecnologia. O local é o primeiro do Brasil, sendo um modelo Kappa, e ajuda estudantes e professores a desvendarem as maravilhas do nosso universo. Localizado no Lago da Perucaba, é também Centro de Apoio às Escolas de Tempo Integral III e oferece espaço para 235 pessoas sentadas em seu cine teatro, sala de observação com 70 lugares, ambiente de leitura, banheiros e elevador PARA cadeirantes. O Planetário foi construído nos moldes estadunidenses, introduzidos pela empresa Hiperlab. Há a possibilidade de avistar mais de 100 mil estrelas através de seu sistema digital.

  • ESTÁDIO COARACY DA MATA FONSECA

Palco de diversas conquistas no campeonato alagoano, pela Agremiação Sportiva Arapiraquense (ASA), o Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca foi inaugurado em 1952 com o nome do prefeito daquela gestão. No ano seguinte, o povo torcedor daquele time pôde comemorar pela primeira vez o título de campeão estadual. A arena viu o ASA faturar outros seis troféus a partir do ano 2000. Jogos memoráveis aconteceram no local, como as partidas contra as equipes nacionais do Palmeiras e Flamengo. O acesso ao Campeonato Brasileiro da Série B, em 2010, deu maior visibilidade ao plantel alvinegro, e uma reforma para modernização e ampliação do estádio foi executada no “Fumeirão”, como é conhecido também o templo esportivo.

  • MUSEU DOS ESPORTES ANTÔNIO PEREIRA DA ROCHA;

Fundado em 30 de maio de 2006, localizado no Estádio Municipal Coaracy da Mata Fonseca, na Av. Ventura de Farias, contém um Amplo acervo fotográfico, revistas, jornais, objetos do esporte municipal, estadual e nacional.