Arapiraca 93 anos

Filtrar por:
destaladeiras8

“Blues” de Alagoas: o canto das destaladeiras de fumo de Arapiraca

O canto das destaladeiras surgiu diante de um trabalho árduo (Foto: TV Brasil/ Reprodução) Pouco depois da abolição da escravatura nos EUA, os negros estavam ainda sob esse peso existencial: por que, afinal, uma espécie escraviza e se acha superior entre os seus? Agora libertos, eles tentavam a sorte nas lavouras, onde tinham certa familiaridade…

Ler Mais

WhatsApp Image 2017-10-06 at 17.47.00

O sol (e sal) nasce para todos: a história por trás dos caldinhos de Arapiraca

  José Pedro da Silva e Maria Enedina da Costa Silva, já falecidos, não imaginavam que uma receita com basicamente feijão, charque, carne, coentro e cebola seria a responsável por manter um bar por 45 anos em Arapiraca. O Caldinho do Pedrinho nasceu de uma bodega enfraquecida, no ano de 1973, alí no cruzamento da…

Ler Mais

coco5

A batida do coco de Nelson Rosa segue ecoando pelo chão

  Desde a década de 1990, Nelson Rosa conduzia um grupo de coco com destaladeiras de fumo de Arapiraca (Foto: Frederico Ishikawa/ Sesc Sonora Brasil) A morte do lado de cá do Ocidente é sempre algo derradeiro. Como se nada se aproveitasse dessa metáfora da nossa real mudança. Se nosso olhar se redirecionar para um…

Ler Mais

dona_antonia_bar_do_paulo3

Bar do Paulo: saiba o segredo da costelinha de porco da dona Antônia

Iguaria vem em um prato generoso, acompanhado de um mix de salada (Foto: Lucas Ferreira) “Não tem segredo”. Com esta revelação de dona Antônia Carlos da Silva, de 75 anos, esta matéria poderia acabar por aqui. Mas ela ainda guarda alguns temperos. A esposa do incentivador cultural Paulo Lourenço da Silva, 85, dono do saudoso…

Ler Mais

Plantação de fumo (Ilustração)

Fumicultura colocou Arapiraca no mapa do progresso

Foi no final dos anos 1940 que Arapiraca começou a aparecer como símbolo do progresso alagoano. Apesar de ter pouco mais de duas décadas de emancipada, a cidade já era invejada por seus vizinhos mais antigos. Nessa época, o fumo começou a se tornar para o Agreste alagoano o que o café representou para o…

Ler Mais

Praça Marques da Silva no início da década de 80

Arapiraca através do tempo: 93 anos contados pelo próprio povo

É bem provável que, ao descansar sob as folhas da arapiraca, lá pelas bandas de 1848, Manoel André não tenha imaginado que estava dando início a uma grande história. Segundo conta a tradição, o fundador vinha da cidade de Palmeira dos Índios para tomar posse de uma região conhecida como Alto do Espigão. E foi…

Ler Mais