A cultura do fumo teve importância fundamental para a elevação de Arapiraca a categoria de município, uma vez que o conhecido “ouro verde” brotava nos latifúndios das tradicionais famílias que resolveram se estabelecer no local, que alcançou maior desenvolvimento econômico que Anadia. De acordo com o IBGE, no ano de 2006, Arapiraca apresentou a terceira maior evolução de PIB no Nordeste:

  • 1 – Mossoró (RN) 24,83%
  • 2 – Campina Grande (PB) 22,46%
  • 3 – Arapiraca (AL) 18,27%
  • 4 – Caruaru (PE) 16,34%
  • 5 – Juazeiro (BA) 15,63%
  • 6 – Juazeiro do Norte (CE) 11,72%

Esse grande potencial econômico de Alagoas se deve ao imenso desenvolvimento da região, um fato marcante na receita tributaria e na geração de empregos. Ao todo mais de 40 municípios, ou seja, cerca de 1 milhão de pessoas, se abastecem do comércio de Arapiraca.

Sua localização geográfica privilegiada interliga as demais regiões geo- econômicas do Estado e caracateriza-se como pólo de abastecimento agropecuário, comercial, industrial e de serviços. Arapiraca atende às necessidades regionais, minimiza as distâncias entre os centros de abastecimento e potencializa o desenvolvimento da região. O povo arapiraquense é uma de suas riquezas, além da garra e competência, é generoso e receptivo com seus visitantes.