8 de novembro de 2018

Banco de Leite materno comemora 10 anos ajudando mais de 10 mil bebês

Lucas Ferreira IMG_3334

Eliane de Oliveira e José Gabriel, um dos primeiros a receber doação de leite (Foto: Lucas Ferreira)

“Há 10 anos o Banco de Leite salvou a vida do meu bem mais precioso, que é meu filho. Eu devo tudo a esse lugar”, declara Eliane de Oliveira, mãe de José Gabriel, durante o evento realizado na tarde desta quinta-feira (08).

A festa, que aconteceu no Banco de Leite Humano de Arapiraca, localizado na Rua Padre Cícero, reuniu as nutrizes para uma tarde descontraída com lanche, trocas de experiências e homenagens para as responsáveis pelos 10 anos de contribuição aos 10 mil atendimentos. As comemorações são ainda mais significativas, quando se percebe o papel importante do Banco de Leite para a maternidade e para a população em geral.

Desde a sua inauguração em 2008, através do BLH, cerca de 2500 mil litros de leite foram doados, muitos bebês já foram alimentados e tiveram suas vidas salvas, graças a muitos atos de solidariedade de mais de 1.590 mulheres que doaram leite materno.

Lucas Ferreira IMG_3346

Mães doadoras e receptoras (Foto: Lucas Ferreira)

Muitas homenagens foram feitas para as mães doadoras, servidores e parceiros do Banco de Leite. Representando as mães receptoras, Luana da Silva contou que depois que seu bebê nasceu, ele precisou ficar internado por conta na UTI. Luana então conheceu o BLH, após perceber que o filho não estava sugando corretamente. Foi a partir desse momento que ela passou a doar também o seu leite para o BLH e não parou mais. Hoje, seu filho que tem alguns dias de vida, está se recuperando.

Já Alice Barbosa, mãe do pequeno Arthur, descreveu sua experiência no banco. “Arthur é meu segundo filho e continuo doando. O Banco de Leite Humano é muito importante, eu indico para todas”, ressalta Alice.

“Sabemos a importância da amamentação para o bebê e a necessidade das crianças. O mínimo que for doado pode salvar uma vida. O incentivo ao aleitamento materno é primordial, principalmente para uma criança que nasceu prematura”, diz Epoliana Garrote, gerente da unidade.

Lucas Ferreira Colaboradoras do BLH

Colaboradoras do BLH

Quem pode ser doadora de leite?

Algumas mulheres, quando estão amamentando, produzem um volume de leite além da necessidade para o seu bebê, o que possibilita que sejam doadoras. Além de apresentar excesso de leite, a mulher deve ser saudável e não usar medicamentos que interfiram na amamentação.
No caso de Arapiraca, essa doação pode ser realizada no próprio BLH, que fica localizado na rua Padre Cícero, ao lado do 5º Centro de Saúde, ou solicitando o atendimento domiciliar. Com o leite materno, o bebê fica protegido de infecções e diarreias, além de se desenvolver melhor, diminuindo o tempo de internação.

(Fotos de Lucas Ferreira)