11 de outubro de 2017

Arapiraca sedia capacitação para o programa “Todos contra o Aedes”

IMG_7219

                 Michelle Araújo, chefe de Gabinete da SMEE, representa o município na abertura da capacitação                             do programa “Todos contra o Aedes aegypti”

Arapiraca é um dos 21 municípios alagoanos inseridos no programa “Todos contra o Aedes aegypti”. E na manhã desta terça-feira (10), por meio da Secretaria Municipal de Educação e Esporte (SMEE), sediou evento de capacitação para professores de Ciências do Ensino Fundamental, no Planetário Municipal e Casa da Ciência, localizado no Lago da Perucaba.

O objetivo do “Todos contra o Aedes aegypti” é, a partir da qualificação dos professores, conscientizar e formar os alunos das escolas públicas, para atuarem como cidadãos protagonistas, na identificação e alerta aos pais, serviços de vigilância epidemiológica e demais adultos, quanto aos focos do mosquito, formando brigadas mirins de ação permanente de combate ao Aedes aegypti.

O programa, lançado em setembro no estado de Alagoas, será executado pela Secretaria Municipal de Educação e Esporte, em parceria com a Ensinart Editora, quem desenvolveu a ideia. E conta com o apoio da Secretaria de Estado da Saúde (Sesau) e o patrocínio da Caixa Econômica Federal (CEF).

IMG_7235

Martha Ferreira, gerente de projetos da Ensinart Editora, apresenta cartilhas  e kit de alunos e professores

Além de Arapiraca, participaram da capacitação professores dos municípios de Coité do Nóia, Taquarana, Jaramataia e Craíbas. Segundo Martha Ferreira, gerente de Projetos da Ensinart, a ação começou pelos estados de Alagoas e Pernambuco e priorizou as cidades apontadas com índice de infestação predial com risco de surto.

Para Michelle Araújo, chefe de Gabinete da SMEE, a importância do projeto  se dá pela valorização da prevenção no combate ao mosquito, com a estratégia de utilizar professores e alunos, para atuarem como cidadãos protagonistas no combate ao mosquito. “É importante que valorizemos e utilizemos meios eficazes para envolver nossos alunos como agentes multiplicadores das informações apresentadas nas escolas”, destacou.

Programação

 Na programação da capacitação foram abordados aspectos do projeto. E os  professores tiveram acesso ao material didático que deverá ser utilizado nas aulas, a exemplo do livro didático e recursos tecnológicos. Entre os temas abordados, a identificação do mosquito, ciclo de vida, reconhecimento e notificação de criadouros, atitudes preventivas e dados sobre as doenças ocasionadas pelo Aedes aegypti e como agir em caso de suspeita.

Os participantes saíram do local com um kit didático, contendo: ecobag com manual, cartilha, adesivos, carteirinha e camiseta.