19 de maio de 2017

Técnicas da Saúde orientam mães sobre a importância de doar o excesso do leite materno

“Amamento a minha filha diariamente, mas ela não dá conta da quantidade de leite que possuo. Sempre quis doar o excesso, mas não sabia como e onde fazer. É uma tristeza ver tanto alimento sendo desperdiçado e não poder fazer nada. Agora, com as orientações que recebi, poderei contribuir com outras mães e bebês”, destacou Maria do Carmo da Silva, mãe da pequena Laíres Emanuelle, de 4 meses.

Lucas Ferreiradoação de leite 2

Esse foi o depoimento de uma das mães abordadas pelas técnicas do Banco de Leite Humano Ivete França Lima, durante a abertura da campanha de Doação de Leite Materno, que aconteceu nesta sexta-feira (19), na Praça Marques da Silva, no Centro de Arapiraca.

Muitas foram as orientações repassadas às mulheres que transitavam pelo centro comercial da cidade. Orientações essas, dadas não só a elas, mas também aos seus parceiros, amigos e demais acompanhantes.

O preparo do frasco para guardar o leite ordenhado, higiene pessoal antes de iniciar a coleta, um local adequado para retirar o leite, como retirar o leite das mamas, onde guardar e como conservar foram algumas das dicas dadas pelas técnicas do Banco de Leite Humano.

Mãe experiente de dois filhos, sendo um de 15 e outro de 8 anos, Deysiane Gomes está a espera da pequena Valentina, que chega ao seu sexto mês de gestação e está bem perto de ganhar o mundo.

Ela, assim como outras mulheres, teve dificuldades para amamentar seus dois primeiros filhos, pois, não produzia muito leite em suas mamas. Devido a isso, nunca pôde doar, porém, há completa intenção de fazer o bem, caso, nessa gravidez, produza leite o suficiente para alimentar a Valentina e sobre para as doações.

Lucas Ferreiradoação de leite 6

“Acho um gesto lindo, mas eu nunca pude doar. Das outras vezes que amamentei eu não produzia tanto leite e, as vezes, mal dava para amamentar. Espero que dessa vez a minha menina se alimente direitinho e, se sobrar, eu quero muito poder doar”, afirmou Deysiane Gomes.

As atividades conitnuarão nos dias 23 e 25 de maio, terça e quinta-feira, no Hospital Nossa Senhora do Bom Conselho, na Rua São Francisco, e na Casa de Saúde e Maternidade Nossa Senhora de Fátima, na Rua Fernandes Lima.

Confira a programação:

DATA

HORA

LOCAL

23 de maio

9h

Visita técnica à sala de ordenha do Hospital Nossa Senhora do Bom Conselho.

25 de maio

9h

Visita técnica à sala de ordenha da Casa de Saúde e Maternidade Nossa Senhora de Fátima.