7 de abril de 2017

Escolas Municipais iniciam ano letivo com acolhimento aos alunos

IMG_2297

A entrada chama a atenção de quem passa no local, onde palmeiras imperiais se destacam, sobrepondo o muro. Após o portão, a recepção corresponde à beleza da entrada. Uma passarela abre caminho por uma área verde, que dá acesso a um mundo de conhecimento, apresentado por profissionais comprometidos com a missão de acolher e ensinar. A descrição é de uma das unidades da Rede Municipal de Ensino de Arapiraca, com ano letivo 2017 iniciado no dia 27 de março, data de começo das aulas na maioria das escolas.

IMG_2210

Entre as unidades de ensino, há aquelas que aguardam o início das aulas. O principal motivo para o atraso é a diferença no calendário escolar de 2016, já que as escolas devem seguir o que estabelece a Lei de Diretrizes e Bases  da Educação Nacional (LDB). Em seu Art. 24, uma das regras para a educação básica é que  a carga horária mínima anual corresponda a 800 horas, distribuídas por um mínimo de 200 dias de efetivo trabalho escolar.

A Escola de Ensino Fundamental Divaldo Suruagy, localizada no bairro Itapuã,  zona urbana de Arapiraca, representa as escolas do município,  preparada para receber seus alunos, com professores, merenda escolar, livro didático e transporte. A unidade funciona nos turnos matutino e vespertino, e atende a 530 alunos da comunidade, nas séries do 1º ao 9º ano.

No primeiro dia de aulas a direção da escola preparou um momento especial para recepcionar os seus alunos. No pátio, uma estrutura com cadeiras e palco foi montada, onde professores se apresentaram, ao som de músicas e aplausos dos alunos.

IMG_2222

“A ação foi uma maneira de acolher e  provocar uma interação entre alunos e professores. Além disso, o momento serviu para expor a programação da escola e novas aquisições, a exemplo dos laboratórios de Matemática e Ciências”, comentou Terezinha Juca de Souza, diretora da escola.

A aluna  Iasmym Jeniffer, do 9º ano, comemora o início das aulas e já se diz ansiosa por participar das atividades escolares. “Ser recebida com carinho, logo no primeiro dia de aulas, reencontrar professores,  amigos, uma escola bem cuidada e, ainda, ficar sabendo das novidades, é uma maravilha”,  afirmou a aluna.

Outra estudante que fala com entusiasmo sobre a escola onde estuda, Taynara Morais, também  do 9º ano, comenta sobre a importância em participar dos projetos desenvolvidos na unidade. “Graças a  atenção e empenho dos meus professores e da direção da escola, eu consegui conquistar o primeiro lugar no Concurso Nacional de Redação, no ano passado, comentou.

IMG_2278

Dentro do programa educacional da unidade de ensino, organizado antes do início das aulas,  em “Encontro Pedagógico” que definiu as diretrizes das ações para o ano letivo, constam as aulas nas salas e atividades extras de incentivo   ao desenvolvimento intelectual dos alunos.

Entre as atividades: aulas de reforço; gincana “Construindo valores”, Feira de Matemática e os Projetos “Soletrando”, “Tabuada”, “A cor da pele”, “Contando, cantando e encantando”.  Os alunos também têm acesso a biblioteca, quadra esportiva, laboratórios, refeitório e espaço verde.

De acordo com Terezinha Juca de Souza,  todas as atividades realizadas na unidade tem o objetivo de tornar as aulas mais dinâmicas e motivadoras para os alunos. “O nosso objetivo é conseguir o engajamento dos estudantes em importantes atividades, que refletem no aprendizado e desempenho”, explicou.

IMG_2348

Outro benefício que merece destaque é a participação da comunidade em atividades escolares. “Entre os projetos, há os que valorizam a construção de valores, a exemplo de respeito e solidariedade. Nesses casos, buscamos parcerias com a nossa comunidade. Acreditamos que, por meio da educação, podemos interagir e melhorar o lugar onde vivemos”, destacou Terezinha Juca.

Ela ainda comenta, com sorriso no rosto, que a maioria dos funcionários da Escola Divaldo Suruagy pertence à comunidade. A alegria é reflexo do engajamento de todos, comprometidos com o projeto de oferecer uma  escola atrativa, com educação de qualidade.

IMG_2556

“O amor guia nossas ações”, a afirmação é de Gabriela Ferreira, professora de Matemática. Ela fala com brilho nos olhos sobre a escola, seus alunos e os engajamento de todos. E  aproveita para apresentar uma novidade que ajudará em suas aulas, o Laboratório de Matemática. “São jogos, figuras geométricas e materiais lúdicos, que, junto com o conteúdo da disciplina, passam a unir teoria e prática”, explicou a professora.